Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

Presidente do IPC participa na sessão de abertura do workshop do Comité Nacional Cabo-verdiano da Memória do Mundo (CNC-MEMU)

Presidente do IPC participa na sessão de abertura do workshop do Comité Nacional Cabo-verdiano da Memória do Mundo (CNC-MEMU)

Em representação do Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, a presidente do Instituto do Património Cultural, Ana Samira Silva Bessa, participou esta manhã na sessão de abertura do workshop promovido pelo Comité Nacional Cabo-verdiano da Memória do Mundo (CNC-MEMU).

Tendo reconhecido a necessidade de uma ação de formação

destinada a seus membros em matéria da constituição dos dossiês para as chamadas de candidaturas e subsequente análise acompanhamento dos processos, o comitê, submeteu um projeto no bio do Programa de Participação 2022-2023, visando a realização de um Workshop de reforço das capacidades dos atores volvidos na salvaguarda do património documental em Calo Verde, projeto esse que foi aprovado em dezembro de 2022.

Numa primeira fase, os membros do CNC-MEMU receberão uma formação ministrada por dois consultores internacionais, durante uma semana, sendo que numa segunda fase, os membros do comité replicação a mesma formação aos gestores do património documental de diferentes instituições, na Praia e em São Vicente, sendo que o IPC integra a referida comissão com 2 técnicos investigadores.

Há que realçar que o CNC-MEMU foi criado em julho de 2020, pela relação 992020 de 17 de julho, o CNC-MEMU por objetivo a implementação do Programa Memória do Mundo da UNESCO, em Cabo Verde, e para 2023, definiu como prioridade o lançamento da primeira candidatura ao Registo Memória do Mundo junto da UNESCO.

O ato de abertura do evento contou também com a presença do Dr. PAPA Momar Diop, Presidente do Comité Regional Africano da Memória do Mundo (ARCMOW).

Partilhar

Chantier-École Internacional -Santiago 24

Cidade Velha, acolhe no quadro dos 15º aniversário da sua classificação a Património Mundial o primeiro Chantier-École Internacional de Arqueologia Subaquática, entre os dias 1