Organograma

São os órgãos do IPC:

  • O Conselho Diretivo;
  • O Fiscal Único;
  • Conselho Científico.

 

O Conselho Diretivo é um órgão responsável pela definição da atuação do IPC, bem como pela direção dos respetivos serviços, em conformidade com a lei e com as orientações governamentais.

PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO
Dr. Hamilton Jair Moreira Lopes
Fernandes

Hamilton Jair Moreira Lopes Fernandes é natural da freguesia de Nossa Senhora da Graça, ilha de Santiago.

Licenciou-se em História, variante Arqueologia, pela Universidade de Coimbra (Portugal), pós-graduou-se em Turismo Cultural, pela Universidade de Barcelona (Espanha), é Mestre em Arqueologia e Património, pela Universidade Autónoma de Madrid (Espanha) e é Doutorando em História e Estudos de Património, pela Universidade de Évora (Portugal).

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Curador da Cidade Velha, Património Mundial da UNESCO (2012 – 2015), Diretor de Salvaguarda do Património do Instituto do Património Cultural (Ministério da Cultura) (2011 – 2012), e Docente em Instituições de Ensino Superior em Cabo Verde (2009-2017).

Atualmente é o Presidente do Instituto do Património Cultural, cargo que executa desde 2017.

CONSELHO DIRETIVO
DIREÇÃO DE
ADMINISTRAÇÃO E
FINANÇAS
Dra. Maria das Dores Moreira Semedo

Maria das Dores Moreira Semedo é natural de Caidaia, Cidade da Praia, Cabo Verde.

Licenciada em Economia pela Universidade de Cabo Verde – Escola de Negócio e Governação, Maria das Dores Semedo iniciou o seu percurso profissional na Câmara da Praia como secretária, onde também exerceu funções administrativas e de tesouro.

Em 2018, desempenhou o cargo de contabilista na mesma instituição, onde foi responsável pela execução e cabimentação das receitas e despesas, serviços de tesouraria, coordenação das direções municipais e pela elaboração do orçamento e contas municipais.

Atualmente é o Diretora Administrativa e Financeira do Instituto do Património Cultural.

016.

DIREÇÃO
DOS
MUSEUS
Dra. Ana Samira Fonseca Tavares Silva

Ana Samira Fonseca Tavares Silva é natural da freguesia de São Miguel Arcanjo, ilha de Santiago. 

Ana Samira Silva é licenciada em Gestão do Património Cultural pela Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto (Portugal), e realizou uma pós-graduação em Património, Turismo e Desenvolvimento pela
Universidade de Cabo Verde – UNICV.

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Coordenadora do Estudo – Impactos do Turismo na Cidade Velha entre (2009 – 2013), Curadora da Cidade Velha Património Mundial (2015 – 2016), Coordenadora do Plano de Gestão da Cidade Velha, Património Mundial (2018).

Atualmente é a Diretora dos Museus de Cabo Verde tutelados pelo IPC, cargo que exerce desde 2019.

DIREÇÃO
DE PATRIMÓNIO
IMATERIAL
Dra. Sandra Helena M. Lopes Martins

Sandra Helena Mascarenhas Lopes Martins é natural da freguesia de Nossa
Senhora da Graça, ilha de Santiago.

Sandra Martins é licenciada em História, Ramo Científico, pela Universidade do
Minho (Portugal), realizou o curso de catalogação para bibliotecários dos PALOP´s – Casa de África (Las Palmas – Gran Canária), e é mestre em Património, Turismo e
Desenvolvimento, pela Universidade de Cabo Verde.

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Docente da disciplina de Língua Portuguesa na Escola Secundária de Santa Cruz (1996-1997), Docente da disciplina de Paleografia no Instituto Superior de Educação, Cidade da Praia (2003-2007), Técnica da Direção de Comunicação Documental e Relações Externas do
Arquivo Histórico Nacional (2002-2010), Técnica do Instituto da Investigação e do Património Cultural (2010-2011), Presidente do Arquivo Nacional de Cabo Verde (2014-2015), Facilitadora da UNESCO para Património Cultural Imaterial (2015).

Atualmente é o Diretora do Património Imaterial, cargo que exerce desde 2015.

PRESIDENTE DO CONSELHO CIENTÍFICO
Dr. Humberto Elisio da Cruz Lima

Humberto Elísio da Cruz Lima é natural da freguesia de Nª Sra. da Luz, ilha de S.Vicente.

Humberto é licenciado em História e Ciências Sociais pela Universidade Estatal de Voronesh (Rússia), mestre em História da Idade Moderna e Contemporânea também pela Universidade Estatal de Voronesh. Frequentou o Mestrado em Antropologia Social e Cultural na Universidade Autónoma de Madrid e é dourado em Antropologia Social e Cultural pela Universidade Nacional de Educacíon a Distancia – UNED, Madrid (Espanha).

Ao longo do seu percurso foi presidente do Instituto do Arquivo Histórico Nacional (2006-2010), curador do Centro Histórico do Mindelo (2014) e presidente do Instituto da Investigação e do Património Culturais (2010-2015).

Desde 2011 que exerce função de docência na Universidade Intercontinental –ÚNICA.

Atualmente é Técnico Superior Especialista e presidente do Conselho Científico do IPC.

VOGAIS
VOGAL
Dra. Nélida Maria Freire Brito

Nélida Maria Freire Brito nasceu em Luanda, Angola, nacionalizada Cabo-Verdiana.

Nélida frequentou o curso de Curso de Bacharelato em História no Curso de Formação de Professores do Ensino Secundário, na Praia – Cabo Verde .

Em 2002 conclui a licenciatura em História, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal) e em 2004 conclui o mestrado em História Contemporânea também na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 

Frequentou o 1º ano, no curso de Doutoramento em História na Faculdade de Letras da Universidade do Porto – Portugal.

Durante o seu percurso profissional, desempenhou funções de docente e coordenadora na Escola Secundária “Pedro Gomes”, Praia – Cabo Verde, bem como Subdiretora Pedagógica no Liceu “Olavo Moniz”, na ilha do Sal – Cabo Verde.

Desde 2008 que exerce docência na Universidade de Cabo Verde, desempenhando diversas funções inerentes ao cargo.

Atualmente é docente na Universidade de Cabo Verde nas disciplinas de História.

Contemporânea e História de Cabo Verde e faz parte do Conselho Científico do IPC.

VOGAL
Dr. Carlos Emanuel Sousa Cruz dos Santos

Carlos Emanuel Sousa Cruz dos Santos é doutor em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2015) com a tese intitulada “A Cidade da Ribeira Grande, Cabo Verde: Urbanismo e Arquitetura (Séculos XV a XVIII)” e Licenciado em Gestão Turística e Cultural pela Escola Superior de Gestão de Tomar, Instituto Politécnico de Tomar (2004).

É investigador correspondente no CHAM – Centro de Humanidades (UNL-FSCH- UA) e investigador convidado no Centro de Investigação Prof. Joaquim Serrão (Santarém).

Destaca-se no curriculum a experiência no ensino superior em Cabo Verde, nas áreas do Turismo e Turismo Patrimonial de Desenvolvimento, bem como nas áreas de História da Arte, História da Arquitetura, Património Cultural e História de Cabo Verde.

O trabalho de investigação tem-se centrado no diálogo entre o património, a história da arte e o turismo cultural resultando em publicações de artigos científicos e comunicações no país e no estrangeiro. Atualmente é docente na Universidade de Cabo Verde.

Atualmente faz parte do Conselho Científico do IPC.