Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

Conselheira Regional da Cultura para a África Ocidental-Sahel do Escritório da UNESCO em Dakar visita Museus Norberto Tavares e do Campo de Concentração do Tarrafal

Conselheira Regional da Cultura para a África Ocidental-Sahel do Escritório da UNESCO em Dakar visita Museus Norberto Tavares e do Campo de Concentração do Tarrafal

A Conselheira Regional da Cultura para a África Ocidental-Sahel do Escritório da UNESCO em Dakar, Adèle Nibona, visitou na tarde de ontem o Museu Norberto Tavares, sito no Município de Santa Catarina e o Museu do Campo de Concentração do Tarrafal, em Tarrafal de Santiago.

A primeira paragem foi no Museu que alberga os espólios daquele que foi um dos maiores nomes da música cabo-verdiana, em particular do funaná batuque.

Durante a visita guiada, a Diretora dos Museus, Ana Samira Silva Baessa, aproveitou para apresentar o projeto de reabilitação do Museu, cujo objetivo é a criação de uma maior dinâmica no espaço, fazer do espaço museográfico uma referência para o turismo cultural e trabalhar a figura de Norberto Tavares na perspetiva da valorização dos géneros musicais tradicionais que ele resgatou e promoveu.

O Museu do Campo de Concentração do Tarrafal foi o segundo ponto desta visita onde Nibona teve a oportunidade de conhecer in loco a história e o contexto de funcionamento do Campo, sob a exida do regime salazarista onde predominou hediondas práticas ideológicas de aprisionamento de toda e qualquer liberdade, sobretudo a de pensamento.

A visita também serviu para que Nibona constatasse as principais intervenções realizadas no âmbito do projeto PRRA, financiada pelo Governo de Cabo Verde, e o novo projeto novo projeto museológico e museográfico, que procurou trazer ao museu uma grande diversidade de conteúdos relacionados às memórias dos antigos presos. História e memória que justificam a inclusão deste

Sítio na lista indicativa de Cabo Verde para UNESCO pelos critérios III e VI.

Para Nibono é um espaço com grande carga simbólica e que remete para momentos de tristeza mas que deve ser preservada para a educação da gerações presentes e futuras.

Partilhar

Chantier-École Internacional -Santiago 24

Cidade Velha, acolhe no quadro dos 15º aniversário da sua classificação a Património Mundial o primeiro Chantier-École Internacional de Arqueologia Subaquática, entre os dias 1