Presidente do IPC reúne com entidades de Cidade Velha, Património Mundial

Presidente do IPC reúne com entidades de Cidade Velha, Património Mundial

O presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, reuniu com os responsáveis das instituições Estatais presentes no Sítio Histórico da Cidade Velha, Patrimônio Mundial, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Nelson Moreira, o comandante da Polícia, Arlindo Furtado, a Delegada do Ministério da Educação, Ernestina Pereira, a Delegada de Saúde, Jacira Varela, o Delegado da ADS, José Luís Gomes, Delegado dos Correios, António Fernandes, Conservadora dos Registos Notariado e Identificação, Jacilene Lopes, e o Delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, Ermilindo Barros, para em conjunto, analisarem as melhores estratégias de atuação no sítio.

O foco central do encontro foi discutir os desafios que o sítio enfrenta nas mais diversas áreas, particularmente neste período marcado pelo Covid-19, com destaque para as construções clandestinas, e as possíveis soluções para mitigar os riscos sobre o Valor Universal Excepcional.

Em 2019 foi elaborado e aprovado pela UNESCO, o Plano de Gestão Cidade Velha, 2019/2022 que traduz num conjunto de estratégias que visam criar oportunidades e soluções para o desenvolvimento sustentável do Sitio Histórico, enquanto Património Mundial, baseando-se, para isso, em ações de preservação, valorização e salvaguarda, procurando também garantir a sua vitalidade a longo prazo. Desde então, projetos elaborados e implementados através dos eixos delineados no programa, EE I – Envolvimento, Participação e Coesão Social; EE II – Desenvolvimento Urbano: Conservação e Valorização da Paisagem Urbana Histórica; EE III – Preservação e Valorização do Património Imaterial; EE IV – Turismo e Indústrias Criativas; EE V – Investigação, Promoção e Divulgação, de forma a garantir que todos os pressupostos exigidos pela UNESCO no ato da candidatura a Património Mundial sejam cumpridos.

E, para que o plano continue a ser implementado, de forma célere e eficiente, faz-se necessário o enganchamento das instituições do Estado presentes no sítio, que durante o encontro afirmaram a sua disponibilidade em continuar a estabelecer uma forte parceria para continuar a trabalhar em prol do desenvolvimento do Sítio.

Especialmente numa altura em que a gestão do circuito turístico de Cidade Velha, após quase 20 anos de gestão privada, passou para a responsabilidade do Estado de Cabo Verde, que pretende traçar estratégias que alavanquem o turismo local. Um setor que sempre contribuiu para o aumento da economia de Cidade Velha.

Partilhar
Share on email
Share on facebook
Últimas Notícias