Presidente do IPC preside inauguração da “Kaza Tabanka” e exposição “Tabanca Txada nós identidade”, em representação do Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas

Kasa tabanka txada

O presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, em representação do Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, presidiu esta tarde o acto de inauguração da “Kaza Tabanka” da Tabanka de Achada de Santo António e à abertura da exposição “TabanKa Txada nós identidade”. Um evento que acontece no âmbito do plano de “Valorização e Dinamização da Tabanca de Achada Santo António – 2022”.

O Governo de Cabo Verde através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas tem investido, desde 2017, fortemente neste sector com um montante de catorze mil contos, onde duzentos mil escudos (200.000$) foi destinado a subsídios individuais a cada grupo, realização de formações, documentação e salvaguarda da tabanca através do inventário realizado com todos os grupos das ilhas de Santiago e do Maio e que conduziu à sua classificação a Património Cultural Imaterial Nacional e ainda pequenos apoios.

Igualmente, foi dado todo o suporte aos grupos na criação e musealização de casas da tabanca, enquanto espaços de interpretação desta manifestação cultural.

2018 foi marcado pela instituição do dia municipal da tabanca que se assinala a 29 de julho; Dezembro de 2019 o Governo da IX legislatura atribuiu o estatuto de utilidade pública à Tabanca de Achada de Santo António e em Agosto de 2020 foi cedido o antigo chafariz que hoje alberga a “Kaza Tabanka”.

E, após dois anos suspensos devido à pandemia da COVID19, o Estado retomou o financiamento aos dezassetes (17) grupos de tabanca a nível nacional, no valor de cem mil escudos (100.000$). Metade do valor atribuído habitualmente, tendo em conta a conjuntura atual e de todos os investimentos necessários para a preparação do dossier de candidatura da Tabanca a Património Cultural Imaterial da Humanidade previsto para 2023/2024.

São marcos e investimentos importantes para a valorização e salvaguarda da tabanca, bem como tornar esta manifestação popular um atrativo turístico cultural de Cabo Verde.

Partilhar
Últimas Notícias

IPC apresenta projeto MARGULLAR 2

O Instituto do Património Cultural apresentou hoje o projeto MARGULLAR 2 durante a jornada de apresentação dos projetos aprovado com Cabo Verde na segunda convocatória