Últimas Notícias

Equipa do IPC realiza encontro com os parceiros do projeto MARGULLAR

equipa-do-ipc-realiza-encontro-com-os-parceiros-do-projeto-margullar

O Diretor dos Monumentos e Sítios, Dr. Jaylson Monteiro e o técnico Carlos Carvalho reuniram-se, por videoconferência, com os parceiros do Projeto MARGULLAR.

Na ordem do dia estiveram: A participação do projeto MARGULLAR no Congresso Ibero-Americano de Arqueologia Náutica e Subaquática, CYANIS 2020; A organização do congresso Atlântico de Arqueologia Náutica e Subaquática em Lanzarote; Análise do impacto do COVID19 na execução das atividades do projeto Margullar; Definição das próximas ações do projeto MARGULLAR; Preparação da reunião geral do projeto MARGULLAR 2

Recorde que o projeto MARGULLAR, financiado pela União Europeia, foi concebido para a salvaguarda e valorização, sobretudo turística, do Património Cultural Subaquático (PCS) dos espaços pertencentes à Região da Macaronésia – Cabo Verde, Arquipélago dos Açores e da Madeira, Canárias, e Senegal.

Apresentado no quadro da Convenção de Subvenção FEDER, dos Projetos MAC 2014-202 / Interreg, o programa Margullar arrancou em 2017, sendo Cabo Verde e Senegal os países que entraram como parceiros. Os encargos com a participação de Cabo Verde no projeto são assumidos pelos Açores e pela Madeira, e os do Senegal pelo Cabildo de Lanzarote.

No âmbito deste projeto, Cabo Verde realizou a capacitação dos técnicos nacionais em arqueologia subaquática e pesquisa de informações nos arquivos em Portugal, Espanha e Senegal sobre os naufrágios ocorridos no atlântico entre os séculos XVI e XVIII; Criou-se a comissão para a Proteção e Valorização do Património Cultural Subaquático; a legislação nacional (Regime Jurídico do Património Cultural, lei 85/IX/2020, 20 de Abril de 2020), que oferece suporte legal às diversas situações, bem como estratégias progressistas para, no terreno, salvaguardar e potenciar os bens do património cultural subaquático.

Neste momento, encontra-se em fase de elaboração um roteiro turístico subaquático da ilha de Santiago, integrando a Baía do Ilhéu de Santa Maria, Calheta de São Martinho Grande e o Ancoradouro da Cidade Velha.

No final da reunião ficou estipulado que cada parceiro do projeto terá de apresentar durante Congresso Ibero-Americano de Arqueologia Náutica e Subaquática, CYANIS 2020, que realizar-se-á em Julho de 2021, os resultados das ações anteriormente definidas no projeto Margullar para o seu território.

Partilhar
Share on email
Share on facebook
Últimas Notícias