Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.

Conservadores do IPC em missão de serviço na ilha da Boa Vista

Conservadores do IPC em missão de serviço na ilha da Boa Vista

No âmbito do projeto de reabilitação e musealização do Forte Duque de Bragança, deslocaram-se á ilha da Boa Vista em missão de serviço, os conservadores do Instituto do património Cultural, Carlos Lima e José Lima.

A missão que decorre entre os dias 23 de março a 06 de abril, tem como propósito a conservação dos sete (07) canhões pertencentes a este monumento. De referir que um destes canhões foi restituído no quadro desta missão, já que tinha sido apropriada a vários anos por um particular.

Recorde que neste momento está em curso a implementação do projeto de musealização do bem patrimonial, que visa criar condições de interpretação do mesmo como testemunha de parte da história da ilha, ligados ao porto de Sal-Rei, à atividade comercial, ao contacto com pessoas de outras paragens, à pirataria e à organização militar.

As obras de reabilitação e musealização conta com co-financiamento da Direção Nacional do Ambiente, através do programa da Bio-Tur com o financiamento do PNUD, no valor três milhões, quinhentos e oito mil e novecentos e vinte e sete escudos (3.508 927), sendo o valor global do investimento, quatro milhões, duzentos e oito mil, novecentos e vinte e sete escudos (4.208.927$00).

Partilhar

Chantier-École Internacional -Santiago 24

Cidade Velha, acolhe no quadro dos 15º aniversário da sua classificação a Património Mundial o primeiro Chantier-École Internacional de Arqueologia Subaquática, entre os dias 1