Assinatura de Contrato com os Grupos da Batanca do Município de Santa Catarina de Santiago

Assinatura de Contrato com os Grupos da Batanca do Município de Santa Catarina de Santiago

“Temos de fazer com que todos os cabo-verdianos, de Santo Antão a Brava, percebam que a Tabanka é um dos espíritos maiores do nosso país, mesmo nas ilhas onde esta manifestação cultural não é prática”, MCIC, Abraão Vicente

Ilha do Maio e ilha de Santiago, 11 grupos de Tabanka, e mais de 1.000.000,00 (mil contos cabo-verdianos) investidos na salvaguarda, dinamização e revitalização deste bem cultural, num momento em que se prepara a candidatura deste património nacional à “alma da humanidade”, ou seja, a Património da Humanidade.

A comunidade de Palha Carga, interior de Santiago, testemunhou, na tarde de ontem, dia 19 de abril, a assinatura de contrato de financiamento de atividades recreativa e cultural entre o Instituto do Património Cultural (IPC) e 7 grupos de Tabanka do município de Santa Catarina de Santiago, nomeadamente, Boca Mato, Lém Cabral, Txarco, Ribeira Riba, Chã de Tanque, Tomba Touro e Achada Leite.

Um evento de compromisso para a dignificação da Tabanka assumido entre o Governo de Cabo Verde e os grupos de Tabanka do país, presidido pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, que reforçou a importância de “fazer com que todos os cabo-verdianos, de Santo Antão a Brava, percebam que a Tabanka é um dos espíritos maiores do nosso país, mesmo nas ilhas onde esta manifestação cultural não é prática”, ciente de que “se não nos juntarmos, não conseguiremos colocar a Tabanka onde de fato merece estar”.

“A nível de folclore nacional, assim como a nossa língua materna, é na tabanka que identificamos das nossas primeiras formas de manifestação política, o sair às ruas para manifestar as nossas ideias, mesmo que disfarçadamente”, frisou o governante.

Este financiamento se estende para além do significado monetário, sendo que, ao longo dos anos, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do IPC, vem realizando um trabalho exaustivo e detalhado, exemplo do inventário e da documentação de todos os grupos das ilhas de Santiago e Maio, culminando na classificação da Tabanka como Património Imaterial Nacional, em 2019.

Assinatura de Contrato com os Grupos da Batanca do Município de Santa Catarina de Santiago
Partilhar
Últimas Notícias

DIA MUNDIAL DO TURISMO

Comemora-se hoje o dia Mundial do Turismo, este ano sob o lema “Repensando o Turismo”, onde a Organização Mundial do Turismo faz um apelo a