Projectos e Relatórios

O Eixo IV, coordenado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, visa a reabilitação do património histórico e religioso a nível nacional.

Conheça os edifícios contemplados (Ver / Download)

“Inventário arqueológico de Cabo Verde: contributo para uma ferramenta de gestão e valorização do Património Cultural” surge na perspetiva de dar um contributo à investigação e conhecimento do património arqueológico do país.

Este trabalho é resultado da tese de mestrado da Arqueóloga Nireide Tavares, orientado pelas Professoras Doutora Mariana Diniz e Doutora Maria Manuel Ferraz Torrão, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Confira aqui os dois volumes da tese: 

  • Inventário arqueológico de Cabo Verde: contributo para uma ferramenta de gestão e valorização do Património Cultural – Volume I (Ver/Download.Pdf)
  • Inventário arqueológico de Cabo Verde: contributo para uma ferramenta de gestão e valorização do Património Cultural – Volume II (Ver/Download.Pdf)

A aposta em projetos sustentáveis e exequíveis que tendem a valorizar e dinamizar o património cultural é um imperativo dos novos tempos. É neste contexto, que se insere o projeto denominado, “Sítio Histórico Arqueológico da Trindade: Programa de Reabilitação Turística Sustentável”.

O conjunto patrimonial da Trindade está intimamente ligado à história da Cidade Velha, pois, em 1712 aquando do ataque do pirata francês Jacques Cassard à Cidade Velha, foi nesta localidade que se refugiu o Bispo Frei Francisco Santo Agostinho, permanecendo nesta propriedade até à sua morte em 1719.

O Sitio Histórico Arqueológico da Trindade é hoje um património com características únicas no contexto patrimonial de Cabo Verde. Dispõe de valores intrínsecos e extrínsecos suficientes que nos permitem apresentar argumentos para a sua valorização e salvaguarda.

 Conheça o projeto de reabilitação turística sustentável: Ver/ Download (.pdf)

O IPC, através das várias direções de serviços, tem uma carteira de projetos, cuja execução exigirá a angariação de parceiros, e a estreita colaboração com os vários sectores e instituições públicas e privadas.

Pela via da diplomacia cultural, o IPC tem criado condições para efetiva salvaguarda e valorização do património cultural, mobilizando meios financeiros disponíveis nos vários fundos de financiamento, bem como através do mecenato cultural e patrocínios.

Seguem alguns dos projetos desenvolvidos entre 2018 e 2020.

Conheça a carteira de projetos do IPC Ver/ Download (.pdf)