Organograma

São os órgãos do IPC:

  • O Conselho Diretivo;
  • O Fiscal Único;
  • Conselho Científico.

 

O Conselho Diretivo é um órgão responsável pela definição da atuação do IPC, bem como pela direção dos respetivos serviços, em conformidade com a lei e com as orientações governamentais.

PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO
Dr. Hamilton Jair Moreira Lopes
Fernandes

Hamilton Jair Moreira Lopes Fernandes é natural da freguesia de Nossa Senhora da Graça, ilha de Santiago.

Licenciou-se em História, variante Arqueologia, pela Universidade de Coimbra (Portugal), pós-graduou-se em Turismo Cultural, pela Universidade de Barcelona (Espanha), é Mestre em Arqueologia e Património, pela Universidade Autónoma de Madrid (Espanha) e é Doutorando em História e Estudos de Património, pela Universidade de Évora (Portugal).

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Curador da Cidade Velha, Património Mundial da UNESCO (2012 – 2015), Diretor de Salvaguarda do Património do Instituto do Património Cultural (Ministério da Cultura) (2011 – 2012), e Docente em Instituições de Ensino Superior em Cabo Verde (2009-2017).

Atualmente é o Presidente do Instituto do Património Cultural, cargo que executa desde 2017.

FISCAL ÚNICO
Drª. Reina Vaz dos Reis

Reina Vaz dos Reis é natural de Palmeira, ilha do Sal.

Licenciada em Contabilidade e Administração pela Instituto Superior de Bragança, em Portugal.

Durante o seu percurso profissional trabalhou um ano numa empresa privada como contabilista.

Foi coordenadora do censo 2010, trabalhou como responsável financeira no projeto da União Europeia para a Organização das Mulheres de Cabo Verde e foi durante cinco anos a Diretora Administrativa e Financeira do Instituto do Património Cultural.

Atualmente é a responsável financeira na Associação Nacional dos Munícios de Cabo Verde, funções que começou a executar aquando do projeto da União Europeia.

CONSELHO DIRETIVO
DIREÇÃO DE
ADMINISTRAÇÃO E
FINANÇAS
Dra. Maria das Dores Moreira Semedo

Maria das Dores Moreira Semedo é natural de Caidaia, Cidade da Praia, Cabo Verde.

Licenciada em Economia pela Universidade de Cabo Verde – Escola de Negócio e Governação, Maria das Dores Semedo iniciou o seu percurso profissional na Câmara da Praia como secretária, onde também exerceu funções administrativas e de tesouro.

Em 2018, desempenhou o cargo de contabilista na mesma instituição, onde foi responsável pela execução e cabimentação das receitas e despesas, serviços de tesouraria, coordenação das direções municipais e pela elaboração do orçamento e contas municipais.

Atualmente é o Diretora Administrativa e Financeira do Instituto do Património Cultural.

DIREÇÃO DE MONOMENTOS E
SITÍOS
Dr. Claudino Tavares Ramos

Claudino Tavares Ramos é natural da Freguesia de Nossa Senhora da Graça, Praia Ilha de Santiago.

Claudino Ramos é licenciado em História, vertente Património Cultural, pela Universidade de Cabo Verde.

Iniciou o seu percurso profissional como guia de turismo (2005 – 2012). Começou a trabalhar no Instituto do Património Cultural em 2014 como técnico da Direção dos Monumentos e Sítios, afeto ao Gabinete de Gestão de Cidade Velha até 2021, altura em que foi nomeado coordenador do GCVPM.

Ainda em 2021 foi eleito um dos 15 membros do Comité Interino para a criação de Rede de Gestores do Sítio Património Africano, e em 2022 inscreveu-se na base de dados da UNESCO, enquanto gestor do Sítio Património Mundial Africano.

Atualmente é Diretor do Monumentos e Sítios.

DIREÇÃO
DOS
MUSEUS
Dra. Ana Samira Fonseca Tavares Silva

Ana Samira Fonseca Tavares Silva é natural da freguesia de São Miguel Arcanjo, ilha de Santiago. 

Ana Samira Silva é licenciada em Gestão do Património Cultural pela Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto (Portugal), e realizou uma pós-graduação em Património, Turismo e Desenvolvimento pela
Universidade de Cabo Verde – UNICV.

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Coordenadora do Estudo – Impactos do Turismo na Cidade Velha entre (2009 – 2013), Curadora da Cidade Velha Património Mundial (2015 – 2016), Coordenadora do Plano de Gestão da Cidade Velha, Património Mundial (2018).

Atualmente é a Diretora dos Museus de Cabo Verde tutelados pelo IPC, cargo que exerce desde 2019.

DIREÇÃO
DE PATRIMÓNIO
IMATERIAL
Dra. Sandra Helena M. Lopes Martins

Sandra Helena Mascarenhas Lopes Martins é natural da freguesia de Nossa Senhora da Graça, ilha de Santiago.

Sandra Martins é licenciada em História, Ramo Científico, pela Universidade do Minho (Portugal), realizou o curso de catalogação para bibliotecários dos PALOP´s – Casa de África (Las Palmas – Gran Canária), e é mestre em Património, Turismo e Desenvolvimento, pela Universidade de Cabo Verde.

Durante o seu percurso profissional exerceu as funções de Docente da disciplina de Língua Portuguesa na Escola Secundária de Santa Cruz (1996-1997), Docente da disciplina de Paleografia no Instituto Superior de Educação, Cidade da Praia (2003-2007), Técnica da Direção de Comunicação Documental e Relações Externas do Arquivo Histórico Nacional (2002-2010), Técnica do Instituto da Investigação e do Património Cultural (2010-2011), Presidente do Arquivo Nacional de Cabo Verde (2014-2015), Facilitadora da UNESCO para Património Cultural Imaterial (2015).

Atualmente é o Diretora do Património Imaterial, cargo que exerce desde 2015.

PRESIDENTE DO CONSELHO CIENTÍFICO
Dr. Humberto Elisio da Cruz Lima

Humberto Elísio da Cruz Lima é natural da freguesia de Nª Sra. da Luz, ilha de S.Vicente.

Humberto é licenciado em História e Ciências Sociais pela Universidade Estatal de Voronesh (Rússia), mestre em História da Idade Moderna e Contemporânea também pela Universidade Estatal de Voronesh. Frequentou o Mestrado em Antropologia Social e Cultural na Universidade Autónoma de Madrid e é dourado em Antropologia Social e Cultural pela Universidade Nacional de Educacíon a Distancia – UNED, Madrid (Espanha).

Ao longo do seu percurso foi presidente do Instituto do Arquivo Histórico Nacional (2006-2010), curador do Centro Histórico do Mindelo (2014) e presidente do Instituto da Investigação e do Património Culturais (2010-2015).

Desde 2011 que exerce função de docência na Universidade Intercontinental –ÚNICA.

Atualmente é Técnico Superior Especialista e presidente do Conselho Científico do IPC.

VOGAIS
VOGAL
Dra. Nélida Maria Freire Brito

Nélida Maria Freire Brito nasceu em Luanda, Angola, nacionalizada Cabo-Verdiana.

Nélida frequentou o curso de Curso de Bacharelato em História no Curso de Formação de Professores do Ensino Secundário, na Praia – Cabo Verde .

Em 2002 conclui a licenciatura em História, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal) e em 2004 conclui o mestrado em História Contemporânea também na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 

Frequentou o 1º ano, no curso de Doutoramento em História na Faculdade de Letras da Universidade do Porto – Portugal.

Durante o seu percurso profissional, desempenhou funções de docente e coordenadora na Escola Secundária “Pedro Gomes”, Praia – Cabo Verde, bem como Subdiretora Pedagógica no Liceu “Olavo Moniz”, na ilha do Sal – Cabo Verde.

Desde 2008 que exerce docência na Universidade de Cabo Verde, desempenhando diversas funções inerentes ao cargo.

Atualmente é docente na Universidade de Cabo Verde nas disciplinas de História.

Contemporânea e História de Cabo Verde e faz parte do Conselho Científico do IPC.

VOGAL
Dr. Carlos Emanuel Sousa Cruz dos Santos

Carlos Emanuel Sousa Cruz dos Santos é doutor em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2015) com a tese intitulada “A Cidade da Ribeira Grande, Cabo Verde: Urbanismo e Arquitetura (Séculos XV a XVIII)” e Licenciado em Gestão Turística e Cultural pela Escola Superior de Gestão de Tomar, Instituto Politécnico de Tomar (2004).

É investigador correspondente no CHAM – Centro de Humanidades (UNL-FSCH- UA) e investigador convidado no Centro de Investigação Prof. Joaquim Serrão (Santarém).

Destaca-se no curriculum a experiência no ensino superior em Cabo Verde, nas áreas do Turismo e Turismo Patrimonial de Desenvolvimento, bem como nas áreas de História da Arte, História da Arquitetura, Património Cultural e História de Cabo Verde.

O trabalho de investigação tem-se centrado no diálogo entre o património, a história da arte e o turismo cultural resultando em publicações de artigos científicos e comunicações no país e no estrangeiro. Atualmente é docente na Universidade de Cabo Verde.

Atualmente faz parte do Conselho Científico do IPC.