morna_patrimonio_mundial.jpg

“Hoje o meu país inscreve a sua alma na alma da humanidade” - MCIC, Abraão Vicente

Pa tudu kabu Verdi oji é um dia feliz ki nu ta xinti feliz de ser kabu-verdianu.

Hoje o meu país celebra.

O meu pequeno país formado por dez ilhas no meio do atlântico. Meio milhão de habitante residente e um milhão em todo o mundo.

O meu país celebra a inscrição da sua alma na alma da humanidade.

Em nome do povo de Cabo Verde, do Primeiro-ministro, de toda a nação crioula, agradeço à Colômbia pela organização, à UNESCO, ao Comité Técnico, à toda a comunidade por todo o apoio técnico que nos permite celebrar hoje a Morna como Património Imaterial da Humanidade.

Como povo, cumpriremos com honra e privilégio de ver reconhecido como património da humanidade o vínculo emocional mais importante do povo de Cabo Verde: A Morna.

Morna é a alma do nosso povo.

Kabu Verdi, oji nu sta orgulhosu de pertensi a es grandi nason."

Discurso do Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas e Presidente da Comissão Nacional para UNESCO, Abraão Vicente, no âmbito da ratificação da Morna na 14ª sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, em Bogotá, na Colômbia, que aconteceu hoje, 11 de dezembro de 2019

Últimas Notícias