descerramento_placa_cidade_velha.jpg

O caminho que liga o Forte Real de São Filipe à Sé, no único sítio classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, em Cabo Verde, vai receber obras de requalificação.

A cerimónia de descerramento de placa da obra de requalificação urbana do Centro Histórico da Cidade Velha foi efetuado nesta terça-feira, 05 de novembro, num ato presidido pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente e o vice-presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Eng. Silvano Barros.

Trata-se de uma obra estruturante e marcante para o sítio histórico, local que guarda memórias e edifícios arquitetónicos do tempo colonial e que irá facilitar a caminhada entre o imponente Forte Real de São Filipe, construído em 1587, a primeira e mais importante fortificação do arquipélago e o centro populacional da Cidade Velha.

“Esta é uma obra estruturante e que está enquadrada dentro do plano do Governo no que toca a reabilitação da Cidade Velha. Queremos transformar este sítio histórico num museu a céu aberto, mas também garantir maior qualidade de vida à população”, afirmou o governante.

Investir na requalificação da Cidade Velha é também investir na população local que carrega consigo o “berço da nação cabo-verdiana” no seu dia-a-dia.

As obras de requalificação são financiadas pelo Governo de Cabo Verde em 120 mil contos cabo-verdianos e está enquadrada no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA), no Eixo III, relativo à regeneração dos Centros Históricos.

Os projetos de requalificação urbana do Sítio Histórico da Cidade Velha, Património Mundial, constam do programa + Cidade, plasmado no Plano de Gestão da Cidade Velha 2019-2022, entregue à UNESCO.

O auto da consignação foi assinado no passado dia 25 de outubro, entre o IPC - Instituto do Património Cultural (IPC), Infraestruturas de Cabo Verde (ICV), Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago (CMRGS) e a empresa SEMICO.

 

Texto: MCIC

Últimas Notícias