visita_emb_PT_a_INSR.jpg

A Embaixadora de Portugal, em Cabo Verde, Helena Paiva, acompanhada do Presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, visitou nesta segunda-feira as obras de reabilitação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, na Cidade Velha.

A visita teve como objetivo inteirar-se do trabalho em curso, com destaque para o restauro da Capela Gótica, financiada pela Cooperação Portuguesa num valor de 5 mil contos. Restauro, iniciado no passado dia 16 de setembro, pela equipa técnica do Instituto Politécnico de Tomar.

De momento, a equipa já procedeu a aplicação de uma biocida para eliminar microrganismos biológicos, limpar e suavizar algumas manchas negras no teto da capela, resultado da presença de microrganismos.

Quanto às paredes da capela, que já sofreu algumas alterações com as várias intervenções, serão picadas e rebocadas com argamassa de cal adequada e semelhante à utilizada no corpo da igreja. Trabalho semelhante será realizado nas juntas (pilares) para fixação das que estão mais abertas, e em maior risco, neste momento.

Ainda no tocante às paredes, vai-se analisar a cor atual, para descobrir-se a original e a pertinência de retoma.

Tanto o teto como o arco de entrada da capela encontram-se muito esburacadas, a qual vai-se selar os com maior gravidade, de modo a evitar-se a fixação e proliferação de ninhos de insetos e o desagregar das juntas.

No corpo da Igreja, a equipa liderada pela empresa SEMICO, tem em curso uma escavação para construção de uma casa de banho pública, melhoria da escadaria de acesso à encosta do edifício que conta agora com uma pequena praceta.

Segundo informou o Arquiteto responsável pelo projeto, Adalberto Tavares, as próximas etapas de intervenção serão a nível da eletricidade, no piso e construção do coro alto.

A reabilitação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário enquadra-se no plano nacional de reabilitação de edifícios históricos e religiosos, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do IPC, e é financiada pelo Governo de Cabo Verde, através do Fundo do Turismo, num valor de 50 mil contos.

Últimas Notícias