Capela_de_Morinho_-_Maio.jpg

 

A capela de Morrinho, localizada na ilha no Maio, em Morrinho, mandada construir pelo padre Joaquim Rezende Magalhães, no início da década de 80, séc XX, em homenagem a Santa Ana, começa a ser reabilitada esta semana, no quadro do Eixo IV do PRRA.

De acordo com o diagnostico realizado pelos arquitetos do IPC, aquando do levantamento arquitetônico e patológico, para analisar as anomalias do edifício, esta capela encontra-se em bom estado, em termos estruturais.

Estando a maior preocupação na cobertura, deficitária e frágil, colocando em risco as pessoas que frequentam a capela, e uma parte da alvenaria de pedra da fachada principal, que apresenta grande nível de fratura, podendo cair, caso aconteça algum movimento na estrutura da capela.

Após o diagnostico, traçou-se o plano de intervenção que se pretende concluído em três meses. Para o efeito, assinou-se o auto da consignação para a empreitada, na Cidade do Porto Inglês, ilha do Maio, no passado dia 7 de setembro, pelo Eng.º Christopher Oliveira em representação das Infraestruturas de Cabo Verde, na qualidade de dono da obra, o Presidente do IPC, Hamilton Jair Fernandes em representação do Ministério da Cultura Industrias Criativas e a Eng.ª Romy Fernandes em representação do Empreiteiro Construfer.

Este ato foi presenciado pelo Presidente da Câmara Municipal do Maio, Miguel Rosa e paroquianos locais.
.
O projeto de reabilitação, traçado pelo arquiteto do IPC, Ricardo Ortert, visa substituir a cobertura, remoção do embasamento, recuperação de rebocos com fissuras, melhoramento e colocação de iluminação e substituição de portas e janelas.

No exterior pretende-se a recuperação das argamassas de revestimentos que se encontram deterioradas; restauro e conservação do campanário na fachada principal, remoção do atual campanário.

Para a cobertura pretende-se substituir as estruturas de madeira do telhado e das telhas de cerâmica marselha por uma nova, com as mesmas caraterísticas acrescida de forro e tela impermeável.

A capela de Morrinho vai ser reabilitada no âmbito do plano nacional de reabilitação do património cultural e religioso, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do IPC, e é financiado inteiramente pelo Governo de Cabo Verde, através do PRRA.

Mais informações sobre este projeto de reabilitação em: http://ipc.cv/index.php/iv-eixo-prra/prra-maio

Últimas Notícias