obras_INSR.jpg

O Pároco, António Honorato Fernandes, da Paroquia do Santíssimo Nome de Jesus, na Cidade Velha, acompanhado do Presidente do IPC e da equipa de Fiscalização, representada pelo Eng Pina, visitou as obras de reabilitação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, para inteirar-se do ponto de situação das mesmas e juntamente com a equipa delinear os passos seguintes no tocante à funcionalidade do edifício.

Ao pároco, o Arquiteto do IPC, Adalberto Tavares Beto, informou que a cobertura da igreja já se encontra 100% concluída; o revestimento interno, na fase final, estando a equipa no aguardo da chegada da argamassa de cal para assim proceder à retirada e revestimento nas paredes exteriores.

A equipa, lidera pela empresa SEMICO, aguarda também a chegada dos materiais que serão utilizados na reabilitação do coro alto.

Os tijolos que serão utilizados na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, já foram aprovados pela equipe de fiscalização, e estão a ser produzidos no interior da ilha de Santiago, pela fábrica "Nosarte" em Santa Catarina.

Durante a visita, foi ainda socializada, com o pároco, um 3D interno do que se perspetiva para a iluminação, Altar Mor e a Cruz central. De modo que, em consonância com a paróquia, como foi estabelecido com a Comissão Diocesana para reabilitação do património religioso, indigitada pela Diocese de Santiago de Cabo Verde, se encontre soluções adaptáveis às necessidades dos espaços religiosos. Soluções estas que não ponham em causa o património edificado.

No tocante à encosta, explicou que se finalizou o assentamento do terreno, faltando apenas o calcetamento, numa fase posterior. Isto porque, naquele piso será utilizado o atual calcetamento do átrio principal. E colocar-se-á, no lugar deste, um novo piso que já está sobre análise da equipe de fiscalização.

Fez saber que, a encosta da Igreja, acolherá as lapides que se encontram na nave central da Igreja, de modo a permitir sua conservação e plena funcionalidade do edificado.

Prevê-se para setembro, o inicio dos trabalhos na Capela Gótica, a ser realizada pela Universidade de Aveiro e do Porto/Portugal e Instituto Politécnico de Tomar, numa parceria com a Cooperação Portuguesa. Seguido da Capela de São Sebastião, recém escavada e cuja conservação arqueológica in situ está a cargo do CHAM-CENTRO DE HUMANIDADES, da Universidade NOVA de Lisboa, através do projecto CONCHA.

A reabilitação da Igreja Nossa Senhora do Rosário enquadra-se no plano nacional de reabilitação dos edifícios históricos e religiosos, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, e é financiada pelo Governo de Cabo Verde, através do Fundo do Turismo, num valor de 50 mil contos.

Últimas Notícias