tabanca_patrimonio_nacional.jpg

A festividade da Tabanca foi classificada património cultural imaterial de Cabo Verde, pela resolução do Conselho de Ministros do dia 25 de julho de 2019.

A classificação desta manifestação acontece na sequência de um exaustivo processo de inventário e capacitação realizado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, desde 2015.

Após o inventário, de base comunitária, realizado constatou-se que atualmente existem 14 grupos de tabanca ativos nas ilhas de Santiago e Maio.

Com a classificação da Tabanca reconhece-se a sua relevância enquanto bem cultural que potencia o reforço do sentimento de identidade local e nacional, a promoção da diversidade cultural, da criatividade humana e do desenvolvimento sustentável, bem como o papel das comunidades detentoras na salvaguarda de elementos do seu património cultural imaterial ao longo de séculos.

No frisar, que no quadro da valorização desta manifestação, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Fundo de turismo, tem atribuído, nos dois últimos anos, um financiamento aos grupos legalmente instituído, no valor de 200 mil escudos para melhoria do vestuário e instrumentos musicais dos grupos.

Últimas Notícias