plano_de_gestao.jpg

No âmbito das celebrações do X aniversário da Cidade Velha - Património Mundial, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, em parceria com a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, apresentou no Centro Cultural Cidade Velha - CCCV, horizonte 2022.

Ana Samira Silva, coordenadora do plano, na sua apresentação falou sobre as diferentes dimensões do sítio abrangidas pelo plano, a saber a Dimensão Histórica/ actual, a Dimensão Normativa e Legal e a Dimensão Estratégica- Operacional. Na sua Dimensão Estratégica e Operacional o plano assenta em 5 grandes eixos estratégicos e a gestão preventiva distribuídas por ordem de prioridade.

Eixo I – Envolvimento, Participação e Coesão Social;
Eixo II – Desenvolvimento Urbano: conservação e valorização da Paisagem Urbana Historica;
Eixo III- Salvaguarda e Valorização do Património Imaterial; 
Eixo IV – Turismo e Indústrias Criativas;
Eixo V- Investigação, Promoção e Divulgação do Sítio;

Este plano foi elaborado pelo gabinete técnico conjunto do IPC e CMRGS, tendo por base os subsídios recolhidos nos vários workshops realizados ao longo do ano 2018, nos encontros com a comunidade e outras partes interessadas e a incorporação das orientações dos planos estratégicos de desenvolvimento internacional (ODS) Nacional (PEDS) e Local (PEDL) bem como as diretrizes da UNESCO.

Portanto, o documento traduz um olhar de futuro sobre a Cidade Velha, seus recursos e sua população na expectativa de conciliar a preservação do legado Histórico e cultural e as necessidades das gerações presentes e futuras emanadas nos princípios do desenvolvimento sustentável.

O evento contou com a presença dos Presidentes do Instituto do Património Cultural e da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, que destacaram a importância deste instrumento para a gestão do Sitio, muito mais não sendo, por ser um documento exigido pela UNESCO para com os sítios classificados.

Últimas Notícias