PR IPC preside workshop sobre acessibilidade

O Presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, presidiu nesta terça-feira, 4 de junho, o ato de encerramento do workshop intitulado “morabeza brilha mais com turismo inclusivo”, promovido pela FECAD.

Um workshop que serviu de mote para apresentação do estudo de caso realizado, pela FECAD e IGOP (Instituto para Governação Politicas e Administração públicas), sobre a problemática de acessibilidade em alguns sítios culturais e patrimoniais, nomeadamente a Praça Alexandre Albuquerque e a Cidade Velha, Património Mundial, no âmbito do projeto ACCEDERE.

ACCEDERE – Acesso à Cultura e Desenvolvimento Turístico e de Representação das Pessoas com Deficiências visa tornar o património cultural de Cabo Verde acessível às pessoas com deficiência, mediante a promoção do o turismo acessível e inclusivo (TAI), aumentando as oportunidades no mercado de trabalho e inclusão social. O mesmo é financiado pela União Europeia.

Do encontro saíram algumas recomendações, que na visão de José Teixeira e Vânia Fachada, técnicos da IGOP, são cruciais quando se fala de turismo acessível e inclusivo.

Recomendou-se a melhoria do sistema de transportes, serviços hoteleiros, visibilidades dos deficientes, capacitação técnica bem como a atribuição de um certificado de acessibilidade às instituições que cumpram a lei de acessibilidade, Decreto-Lei nº20/2011 de 28 de fevereiro.

Na sua intervenção, o Presidente do IPC reconheceu a importância do diagnostico apresentado, que se figura de capital importância para tornar o património cultural acessível a todos, augurando que o relatório, do mesmo, seja incluído nas políticas publicas do país. Considerando possíveis e exequíveis as propostas de intervenção apresentadas para tornar os espaços patrimoniais mais acessíveis, sem mensurar o seu valor como património.

O Presidente da FECAD por seu turno realçou que além de se trabalhar nas melhorias das barreiras arquitetónicas, deve-se trabalhar as de comunicação. Isto reconhecendo ser complexo e lento o processo de inclusão.

Últimas Notícias