V jornadas Margullar

Isto, no âmbito das V jornadas transnacionais do projeto Margullar, que decorreram de 17 a 18 de abril, visando o desenvolvimento de conhecimentos históricos e patrimoniais, no domínio da investigação, salvaguarda e valorização do legado subaquático da região.

Reunindo mais de uma dezena de técnicos e profissionais provenientes desse espaço e de demais parceiros nacionais, as V jornadas Margullar colocaram sobre a mesa vários temas como: Património Cultural Subaquático- Ciência e Desenvolvimento, apresentado pelo Técnico superior do Instituto do Património Cultural de Cabo Verde, Carlos Carvalho, “da caça ao tesouro às boas práticas em Arqueologia: a Base de Dados de Naufrágios Históricos de Cabo Verde”, pelo Arqueólogo e investigador do instituto de Arqueologia e Paleociências da Universidade Nova de Lisboa, D.r Alexandre Monteiro.

Foram ainda temas de debate, moderado por Jaylson Monteiro e Dúnia Pereira, “o mapeamento e a investigação como base para a conservação do património Cultural submerso: primeiros resultados do projeto CONCHA em Cabo Verde”, pelo Arqueólogo- Professor Auxiliar convidado da FCSH (Universidade Nova de Lisboa) e investigador do CHAM- Centro de Humanidades, José Bettencourt; “a conservação do Património Cultural Submerso estão os museus de Cabo Verde na salvaguarda do património cultural e natural dos mares”, pelo Diretor da Direção dos Museus do IPC, Adilson Dias, e Musealización vs conservación in situ del PCS: el Museo Nacional de Arqueologia subacuática (Cartagena, España) y el proyeto europeo BueMed.

As V jornadas tiveram ainda espaço para partilha de experiências sobre a gestão do património cultural subaquático pelo Arqueólogo e chefe de divisão da Direção Regional da Cultura do Governo de Açores-Portugal, José Luis Neto, pela Chefe de Fila do Projeto Margullar- Cabildo de Lanzarote, Rita Marrero, pelo consultor da Direção de Património Cultural de Senegal Seydou kane, da apresentação do Consultor de Património Cultural subaquático na Direção Geral do Património Cultural do Senegal, Moussa Wele, e pela Diretora Adjunta da secretaria Regional do Turismo e da Cultura de Madeira, Natercia Xavier.

As V Jornadas Margullar, que marcaram o inicio oficial do projeto em Cabo Verde, encerram com a entrega de certificados aos participantes, pela Chefe de Fila do Projeto Margullar e pelo Presidente do Instituto do Património Cultural, numa cerimónia que contou com a presença do Presidente Substituto do Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Silvano Barros.

Ao final do encontro, o Presidente do Instituto do Património Cultural considerou que os objetivos traçados para estas jornadas foram integralmente cumpridos, tendo o país dado um avanço significativo para a preservação do património cultural subaquático, com o empossamento da comissão nacional para salvaguarda do património cultural subaquático e recolha de um valioso e exaustivo levantamento dos naufrágios que ocorreram nas águas de Cabo Verde.

As Jornadas anteriores tiveram lugar respetivamente em Lanzarote, Dacar, na Ilha Terceira (Açores) e Porto Santo.

Últimas Notícias