ESCAVAÇÃO boavista

O Forte Duque de Bragança foi contemplado na lista dos edifícios a serem reabilitados no âmbito do eixo IV do Programa de Reabilitação, Requalificação e Acessibilidades – PRRA, do Governo de Cabo Verde, coordenado pelo Ministério das Infra-Estruturas, do Ordenamento do Território e Habitação. Programa este que contempla a reabilitação de 29 edifícios históricos e religiosos a nível nacional.

No tocante ao Forte Duque de Bragança, construído no século XIX para proteger a ilha da Boavista dos ataques de piratas e corsários, optou-se, após levantamento fotográfico, patológico e arquitetónico, pela realização de uma escavação arqueológica, antes da elaboração do projeto de reabilitação.

A escavação que decorre até meados de abril, visa confirmar a localização de algumas estruturas internas e externas do edificado, que se encontram soterradas. 
Para o efeito, uma equipa coordenada pela Arqueóloga cabo-verdiana Nireide Pereira, iniciou na passada, segunda-feira, limpeza técnica e remoção dos entulhos provenientes da queda dos muros, vegetação rasteira e areia, antes de prosseguir com a escavação.

No decorrer desta primeira fase já se encontrou alguns artefatos em em ferro concrecionado, alguns balas, cerâmicas, pisos de compartimentos com restos de tijolaria e decoração com seixos rolados.

A reabilitação do Forte Duque de Bragança enquadra-se no Plano Nacional de Reabilitação dos Edifícios Históricos e Religiosos traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, e é financiado integralmente pelo Governo de Cabo Verde, através do PRRA, num valor de 45. 360.000,00.

Últimas Notícias