Presidente IPC desloca a ilha do Maio

No âmbito da coordenação do Eixo IV do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidade - PRRA, o Presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, acompanhado do Arquiteto Adalberto Tavares, desloca-se nesta segunda-feira, 18 de março para às ilhas do Fogo e Brava, para uma visita de trabalho de quatro dias.

A visita do Presidente do IPC a estas duas ilhas, segue na sequência dos levantamentos arquitetónicos e patológicos feitos pelos arquitetos do Instituto para elaboração dos projetos de intervenção na Praça 4 de Setembro (ilha do Fogo) e Casa Eugénio Tavares (ilha Brava), orçadas em 8294 e 5670, respetivamente.

Nestas visitas, a equipa do Instituto apresentará, às edilidades locais, o ponto de situação em relação ao desenvolvimento dos projetos acima mencionados. Além de prestar assistência técnica, solicitada pelo Ministério das Infraestruturas, do Ordenamento do Território e Habitação, às câmaras municipais, no âmbito do Eixo III, Regeneração dos Centros Urbanos. Isto atendendo ao facto do centro histórico de São Filipe de Nova Sintra gozarem do estatuto de Património Nacional.

Sobre a Praça 4 de Setembro, dizer que foi inaugurada por volta de 1930 e batizada de Praça João Pais Vasconcelos e denominada Praça 4 de Setembro no pós-independência. Têm no topo o edifício da Camara Municipal e quiosque a servir de ourivesaria. É rodeado por um conjunto de sobrados emblemáticos construídos no início do séc. XX.

Já a Casa Eugénio Tavares, localiza-se no Centro Histórico de Nova Sintra e acolhe atualmente o museu da Brava. O imóvel ostenta uma planta com formato retangular, sendo um volume simples de um único piso, coberta com telha marselha a quatro águas. O edifício é vedado por um muro construído de alvenaria de pedra e que acolhe um belo jardim. Na fachada lateral esquerda depara-se com uma estátua do poeta Eugénio Tavares.

A reabilitação desses edificados acontece no âmbito do plano nacional de reabilitação do património histórico e religioso traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, e é financiada inteiramente pelo Governo de Cabo Verde, através do PRRA.

Últimas Notícias