Presidente preside conferencia

O Presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, preside de 18 a 19 de fevereiro, em representação do Ministro da Cultura e das indústrias Criativas, a IIª reunião da comissão do património cultural da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa na sua sede em Lisboa, Portugal.

Um encontro com vista a fomentar as iniciativas de valorização do Património Cultural comum, para integração e desenvolvimento regional das comunidades de língua portuguesa. Durante estes dois dias, além de apresentar o relato sobre as politicas públicas concernentes à gestão do património de cada país, a situação dos museus em cada Estado membro da CPLP, no quadro da rede de museus dos países de língua portuguesa, os peritos da CPLP definirão as metodologias de elaboração do Atlas do Património Cultural da comunidade, sob coordenação do Estado de Cabo Verde, enquanto detentor da presidência tempere da comunidade, para o biénio 2018-2020.

Biénio este norteado sob o lema, “A cultura, as pessoas, os oceanos”.

Os Peritos da CPLP, têm ainda em agenda, a análise das atividades a serem implementadas, de acordo com a ata da primeira reunião de salvador. Entre estas ações, destaca-se o apoio a ações de valorização e promoção do património cultural dos Estados Membros, no âmbito dos programas da UNESCO.

De recordar que durante o primeiro encontro da comissão, decorrido em Salvador da Bahia, Cabo Verde solicitou o apoio da comunidade CLPC para a candidatura da Morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade, e estabeleceu contatos para a futura candidatura transnacional do Ex-Campo de Concentração do Tarrafal a Património Mundial. Este segundo encontro da comissão do património cultural da CPLP acontece na sequência dos encontros dos ministros da CPLP, acontecido em 2017, e da 1ª reunião da 1ª reunião da comissão do património cultural realizado em maio de 2018, no Brasil.

Encontros estes, onde foram estruturados o Programa do Promoção do Património Cultural da CPLP, contemplando a divulgação do conjunto de bens culturais reconhecidos nos Estados-Membros, o desenvolvimento de atividades formativas e a disponibilização pública de documentação técnica no campo do património cultural. E ainda o apoio mútuo às candidaturas de bens culturais dos países da CPLP aos diferentes reconhecimentos previstos nas Convenções e Programas da UNESCO.

Últimas Notícias