MCIC PRRA

Até 2021 o Governo de Cabo Verde vai reabilitar e restaurar um conjunto de património edificados identificados de Santo Antão à Brava, uma vez que a preservação do património é um dos objetivos traçados pelo Governo da IX Legislatura.

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, reuniu-se, na manhã desta terça-feira, 16 de outubro, com a equipa técnica que está a trabalhar no projeto de Reabilitação dos edifícios Históricos Culturais e Religiosos de Cabo Verde, na Cidade Velha, para se inteirar dos trabalhos em curso.

Neste encontro a equipa técnica traçou um panorama de todo o levantamento – arquitetônico, fotográfico e patológico – até ao momento.

Conforme o governante, até 2021, o MCIC vai contar com 658.494 contos para as obras de restauro e requalificação do património. “Isto é algo inédito. Até 2021 todas as ilhas vão receber obras estruturantes a nível do restauro patrimonial”, afirmou o MCIC, Abraão Vicente.

Todo o trabalho está a ser desenvolvido para que a população possa acompanhar, a par e passo, a sua evolução. “Queremos que os cabo-verdianos percebam onde estamos a utilizar essa verba e qual o impacto que estas obras irão ter na sua ilha”.

O Plano Nacional de Reabilitação de Edifícios Históricos está enquadrado no Eixo IV do PRRA (Programa de Reabilitação, Requalificação e Acessibilidade e da Coordenação), financiado pelo Governo.

Os trabalhos estão a ser coordenados pelo Instituto do Património Cultural (IPC) que já realizou um conjunto de levantamento em edifícios históricos culturais e patrimoniais, nas ilhas do Fogo, São Nicolau, Maio, Boa Vista, Santiago e Ilha Brava.

Texto e foto: MCIC

Últimas Notícias