fin escavacao

A Igreja de São Tiago Maior foi construída no século XVIII. Em sua construção foi utilizada tijolo no paramento da parede e no arco de entrada, coberta de telha de meia cana, e possuía um piso de terra abatida.
 
Estas informações foram confirmadas após a escavação arqueológica realizada pelo IPC - Instituto do Património Cultural, em parceria com a Câmara Municipal Santa Cruz e a Diocese de Santiago de Cabo Verde, coadjuvado pela arqueóloga portuguesa, Mariana Almeida.
 
No decorrer das escavações, encontrou-se vestígios da existência de uma pequena capela no lado lateral, vestígios de argamassa azul, indicando que a mesma era pintada de azul, no seu interior. Uma capela construída possivelmente após a construção da Igreja Matriz.
 
Além dos dados acima referidos, foi encontrado durante o período das escavações, ossadas humanas, visto que o espaço foi utilizado com cemitério até ser construído um espaço próprio, moedas de 1754 encontradas na sacristia, entre vários outros objetos.
 
Foi ainda possível constatar a existência de três fases de obras/ intervenções na igreja, com a última apontando para o ano de 1930.
 
De visita às escavações para inteirar-se do resultado das mesma, o Presidente do Instituto do Património Cultural, acompanhado do edil local, reafirmou a necessidade intervenção urgente nas ruínas sob pena de não aguentarem a erosão. Garantiu que o instituto entregará em breve o projeto final de reabilitação do emblemático edifício.
 
O edil local, por seu lado, afirmou que a edilidade procederá a vedação do espaço de modo a evitar maior degradação e proporcionar maior segurança à população, visto a sensibilidade das ruínas, no momento.
 
Pensar-se também na requalificação da falésia e de toda orla marítima ao redor, sob pena de colocar em risco a existência da Igreja, nos próximos 30 anos.
 
De realçar que o projeto já possui financiamento para avançar com as primeiras intervenções, enquadrado no programa PRRA, financiado pelo Governo, no quadro do Plano Nacional de reabilitação dos edifícios históricos traçados pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.

Últimas Notícias