Workshop pci CVPMEnquadrado nas atividades de atualização do plano de gestão da Cidade Velha-Património Mundial, horizonte 2018-2022, realizou-se no Centro Cultural da Cidade Velha, um workshop dedicado ao património imaterial, sob o tema “Salvaguarda do Património Cultural Imaterial”.

Um workshop destinado aos operadores turísticos e portadores do património cultural imaterial, com vista a criar um plano exequível, que valorize o circuito do turismo, empondere as pessoas e famílias, e melhore a autoestima dos portadores do Património Cultural Imaterial (PCI).

Note-se que a Cidade Velha é o único sítio em Cabo Verde com um inventário de PCI concluído. Constando, até altura da realização do inventário aquando da candidatura do sítio a Património Mundial, 21 bens imateriais.

Denomina-se património imaterial, segundo a formadora e linguista, Adelaide Monteiro, “todos traços comuns que nos identificam embora sejam invisíveis. Um marco de uma pessoa e comunidade, que se aprende de forma espontânea em casa".

Traços que muitas vezes, segundo explicou, são influenciados ou alterados, atendendo a adaptação ao meio e o desenvolvimento. E por ser assim, mutável, aumenta a necessidade da preservação da sua essência.

A antropóloga, Samira Silva, outra formadora, chamou atenção pela corrente subvalorização do património imaterial, por vezes, pelos próprios portadores desse património. A este nível realçou o importante papel da comunidade na salvaguarda dos saberes tradicionais, pois afirmou que atrás de cada etnografia, existe uma memória a ser preservada.

Neste ponto a Antropóloga Samira Silva é taxativa em afirmar que “o papel da comunidade é importante na salvaguarda do PCI, porque são eles que permitem o seu perpetuar e de forma simples: Vivendo todos os dias. O salvaguardar natural.”

Ao longo do workshop realizou-se uma dinâmica de grupo, a volta das possíveis formas de salvaguarda do legado imaterial, de o envolver no circuito turístico, de valorização do crioulo e das tradições orais, sendo que a Cidade Velha é berço deste património maior da Nação cabo-verdiana.

Ao final do workshop, os formandos elegeram um conjunto de medidas de salvaguarda e valorização do PCI. Medidas que passam pela criação de um centro interpretativo, atualização do inventário do PCI da Cidade Velha, e consequente mapeamento, divulgação nos vários moldes existentes, revitalização do batuco, sensibilização junto à comunidade sobre a importância do crioulo e preservação do saber fazer, próprio da cidade berço.

Últimas Notícias