Na ótica de complemento da missão do IPC no tocante a promoção do património histórico-cultural Nacional, o Presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes, recebeu, recentemente, em audiência a Associação das Agências de Viagens da ilha de Santiago.

 Um encontro com objetivo de analise as linhas gerais de um futuro protocolo de cooperação bilateral, a ser assinado entre o IPC e a referida associação.

A associação recém-criada, composta atualmente por 10 agências, apresentou ao instituto a missão e os valores que a norteiam, entre eles, disciplinar o mercado turístico da ilha e trabalhar para a sustentabilidade do mesmo. Um processo longo e exigente, da qual solicitaram apoio e engajamento do IPC.

Estatutariamente o IPC tem sob sua responsabilidade a preservação e no passo seguinte a valorização e promoção do património nacional, o que pressupõe estar em consonância com os vários parceiros. Neste sentido, Fernandes apresentou a missão e os valores que norteiam o instituto que preside, que cruzam com os da associação, demonstrando total abertura do instituto em colaborar com as agências, principalmente na ótica de alargar o circuito turístico, para além da Cidade Velha.

Da reunião ficou o compromisso de elaboração de protocolo de cooperação, que passe pela formação técnica dos guias turísticos, criação e dinamização de novos circuitos turísticos, entre outros pontos de interesse mútuo.

A associação satisfeita com o encontro, enalteceu um futuro e bem-vindo “casamento entre a cultura e o turismo”.

Últimas Notícias