a) A identificação do proponente

b) A indicação do domínio da manifestação do património cultural imaterial

c) A localização, denominação e descrição sucinta da manifestação do património cultural imaterial

d) A caracterização detalhada da manifestação do património cultural imaterial

e) O contexto social, territorial e temporal de produção

f) O fundamento para a respectiva salvaguarda

g) O património, material e imaterial, associado

h) As comunidades, grupos ou indivíduos abrangidos

i) As pessoas ou instituições envolvidas na prática ou transmissão da manifestação

j) As ameaças à continuidade da prática, representação e transmissão

l) As medidas de salvaguarda programadas

m) A indicação do consentimento prévio informado das respectivas comunidades, grupos ou indivíduos

n) As práticas costumeiras de divulgação e acesso

o) A documentação e bibliografia relevantes

O pedido de inventariação de uma manifestação do património cultural imaterial é dirigido ao Presidente do Instituto do Património Cultural, em carta fechada.

Para efeitos de inventário o IPC fornecerá às comunidades fichas de inventários e todos os formulários necessários para realização dos trabalhos no terreno, bem como formação especifica direcionada para esse fim.