Vista aérea do Campo de Concentração

Vista aérea do Campo de Concentração

Erguida por força do decreto nº 26:539 de 23 de abril de 1936, a Colonia Penal do Tarrafal recebeu os seus primeiros presos a 29 de outubro do mesmo ano, tendo funcionado até 1956.

Em 1962 reabriu com o nome de Campo de Trabalho de Chão Bom e, desta feita, destinado a encarcerar os anticolonialistas de Angola, Guiné Bissau e Cabo Verde. No total foram presos mais de 500 pessoas, sendo 340 antifascistas e 230 anticolonialistas.

Situado no lugar de Chão Bom, limítrofe da cidade do Tarrafal (Mangue), numa zona inóspita e isolada, constituía uma solução pragmática por parte do regime salazarista, impedindo os presos de comunicar com o exterior, dificultando qualquer tentativa de evasão e provocando nos deportados um efeito desanimador.

Foto: Arquivo IPC

Date

26 fevereiro 2018

Tags

Campo de Concentração do Tarrafal