Ilhéu de Santa Maria

Ilhéu de Santa Maria

O ilhéu de Santa Maria alojou as instalações do Lazareto, enquadrada num conjunto de obras assumidas pelo engenheiro da província, Januário de Almeida, dias depois de assumir o seu cargo, em 1858.Obras estas consideradas de primeira necessidade a executar na Praia.

As instalações encontravam-se divididas em três grandes armazéns bem ventilados, destinados para o depósito e benefício de fazendas.O Lazareto viria a ser transferido para a ponta da temerosa para um edifício ainda hoje existente, com funções que mais se adequavam a um espaço que servisse de alojamento dos quarentenários.

Existiam duas instalações portuárias que serviram no passado a Cidade da Praia: o antigo cais de S. Januário localizado nas proximidades da Praia Negra e a nova ponte-cais oitocentista, bem como, a sua sucessora, que veio a situar-se defronte ao antigo edifício da alfândega da Praia, hoje a construção que alberga do Instituto do Arquivo Histórico Nacional de Cabo Verde (IAHN-CV).

De acordo com Senna Barcelos a primeira notícia do Porto da Praia de Sta Maria data-se de 1515 com a chegada da caravela Sta Catharina que para ali foi descarregar escravos. Adquiria uma certa importância no contexto atlântico com os navios que para São Tomé e Brasil deslocavam, nesse porto fazendo escalas, existindo mesmo por volta de 1549, mesmo uma certa preferência por parte dos mercadores pelo porto da vila da Praia relativamente ao da Ribeira Grande.

A posição estratégica do porto da Praia foi favorável no sentido em que contribuiu para uma crescente expansão do povoado. O antigo porto revelou-se importante nas comunicações no arquipélago, tornando-se escala obrigatória para a navegação entre as ilhas e para distintas latitudes segundo documentação da época.

Foto: IPC

Date

06 fevereiro 2018

Tags

Centro histórico da Praia