Segundo a Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural - Paris 1972, o património cultural e natural corre riscos elevados de ameaças de destruição provocados por fatores diversos, não só de natureza física como também pela ação humana, causando deste modo o empobrecimento dos patrimónios em todo o Mundo.

Assim, para contrariar essa situação uma das medidas adotadas pela UNESCO,  incentivar os Estados Membros presentes na convenção a esforçarem-se “em disponibilizar meios apropriados para sua proteção, É nesta medida que a Constituição da República de Cabo Verde na alínea c) do n.º 3 do seu artigo 79º interpela a todos os cabo-verdianos para a necessidade de “Promover a salvaguarda e a valorização do património cultural, histórico e arquitetónico”, uma ideia reforçada pelo  estatuto do IPC aprovado pelo Decreto-Regulamentar nº 26/2014.

Como responsável pela salvaguarda patrimonial, o IPC criou, sob coordenação do Gabinete do Presidente, o Gabinete de Educação Patrimonial (GEP) com a finalidade de sensibilização da população,  através de processos educativos formais e não formais, sobre o legado histórico, patrimonial, cultural de Cabo Verde, e consequente valorização e salvaguarda de toda uma memória coletiva e identitária.

O GEP abrange as três direções do IPC, (Direção de Museologia e Museus (DMM), Direção Monumentos e Sítios (DMS) e Direção de Património Imaterial (DPI), e suas representações existentes em todo o país, através de um diálogo constante, próximo, dinâmico com esses técnicos.

Compete a este Gabinete:

  • promover parceria fidelizada com as escolas, instituições públicas e privadas, associações comunitárias e organismos internacionais;
  • elaborar projetos de sensibilização e capacitação no domínio do conhecimento, preservação, divulgação do património cultural material e imaterial, tangível e intangível de todo arquipélago de Cabo Verde;
  • elaborar manuais de apoio sobre o património cultural material e imaterial de Cabo Verde;
  • efetuar ações de sensibilização aos diferentes atores e agentes culturais, numa optica de os familiarizar, aproximar e promover o património cultural.